Aécio propõe pacto com Estados e municípios mais fortes

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, fez no início da tarde desta segunda-feira, 18, em um rápido pronunciamento no ato político do partido em Poços de Caldas (MG), uma defesa de um novo pacto federativo, pelo fortalecimento de Estados e municípios. "O Brasil caminha para se transformar em um Estado unitário. Hoje a federação é palavra solta na folha de papel", afirmou, ao lado de sete governadores tucanos e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

GUSTAVO PORTO E JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

18 de novembro de 2013 | 12h56

FHC lembrou que Poços de Caldas, além de receber, há 30 anos, a "Declaração de Poços de Caldas", apontada como o primeiro documento público do Movimento das Diretas Já, foi o lugar de lançamento oficial da primeira moeda do Real. O ex-presidente seguiu o discurso de Aécio, falando da necessidade de um pacto federativo e contra o atual governo federal.

"Vamos lutar com firmeza para evitar o hegemonismo que mata a democracia. A luta agora é por mais democracia, pois o Brasil cansou de governo que só fala de si mesmo, que só olha para si mesmo como se o País estivesse bem", afirmou FHC.

Aécio Neves foi recebido no evento, por uma claque tucana, como o candidato da legenda à Presidência da República, com a seguinte palavra de ordem: "Aécio, guerreiro, orgulho brasileiro".

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBPoços de Caldas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.