Aécio pode ser candidato a candidato

A relação dos nomes que poderão disputar a presidência da República pelo PSDBvai crescer no próximos dias, com a decisão do senador Antero de Barros (PSDB-MT) de propor ao partido que o presidente daCâmara, Aécio Neves (PSDB-MG), passe a ser visto como um dos possíveis candidatos ao cargo.Barros acha que Aécio jádeu provas, no curto espaço de tempo em que comanda a Câmara, de que dispõe das condições para estender sua carreira política ?mais à frente?.?Ele é um nome que o partido deve experimentar?, argumenta o senador.A favor do deputado, Antero Barros cita sua capacidade de negociação e o fato de ele exibir uma vida política ?sem arranhões?.Aécio Neves responde que seu interesse, agora, é o de presidir ?bem? a Câmara dos Deputados. A iniciativa de Barros ocorre num momento especialmente favorável para o deputado.A Aécio é creditado o mérito da articulaçãoque permitiu a aprovação da PEC das MPs, coincidentemente dias antes de ficar acertado que ele assumirá interinamente apresidência da República, na semana que vem, enquanto o presidente Fernando Henrique e seu vice, Marco Maciel, estiverem forado País.Ele ficará três dias no cargo que seu avô, eleito em 1984, não assumiu, porque morreu antes da posse. ?Sempre soube que Aécio estava preparado para presidir a Câmara", afirma Barros. ?Ele provou que cumpre seus compromissoscom a maior seriedade?.A favor do deputado, há ainda o acirramento da disputa em Minas Gerais, com o provável lançamento da candidatura do governador Itamar Franco e a possibilidade de o senador José Alencar (PMDB-MG) vir a ser o vice do candidato doPT, Luiz Inácio Lula da Silva.Para Antero de Barros, o PSDB está equivocado ao não se decidir pela realização de prévias internas para escolher o candidatoà sucessão de Fernando Henrique.Segundo ele, a iniciativa facilitaria a decisão entre ?os grandes nomes? tucanos aptosrepresentar o partido na sucessão de Fernando Henrique.Enquanto o partido não se decide, estão no páreo os ministros daEducação, Paulo Renato Souza, das Comunicações, Pimenta da Veiga, e da Saúde, José Serra.Os governadores do Ceará,Tasso Jereissati, e de São Paulo, José Geraldo Alckmin, são igualmente cotados como candidatos tucanos em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.