Aécio pedirá licença do Senado para se dedicar à eleição

O senador e pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves (MG), vai se afastar do mandato no Congresso no início do mês de agosto para se dedicar exclusivamente à disputa pelo Palácio do Planalto. O pedido de licença deve ser feito logo após um pronunciamento na tribuna do Senado, em que deve prevalecer o tom de críticas do tucano ao atual governo.

O Estado de S.Paulo

07 Junho 2014 | 02h00

Além da liberdade para percorrer o País com foco na disputa presidencial, pesou na decisão de Aécio a avaliação de que no período eleitoral as atividades no Congresso ficarão reduzidas. De agosto a outubro, estão previstas oito sessões de votação. A licença deverá ser por prazo menor do que 120 dias. Com isso, não será necessária a convocação do suplente de Aécio, o hoje secretário da Agricultura em Minas, Elmiro Alves do Nascimento . / ERICH DECAT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.