Aécio Neves diz que aliança com PT não é mais tão relevante

Governador de Minas minimiza decisão do Diretório Nacional do PT, que vetou uma aliança formal com o PSDB

Daniela Nahass, da Agência Estado,

03 de junho de 2008 | 14h47

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) descartou nesta terça-feira, 3, uma aliança informal do PSDB com o PT nas eleições para a prefeitura de Belo Horizonte e disse que esta questão não é mais relevante. "Esta é uma decisão do governador, mas isso sequer foi cogitado ou discutido comigo", afirmou após participar de uma solenidade no Palácio da Liberdade.   Veja também:  PT mantém veto à aliança com PSDB em BH, mas deixa brecha   Aécio Neves minimizou a decisão do Diretório Nacional do PT que vetou uma aliança formal do PT com o PSDB em Belo Horizonte. "Essa questão (a aliança com o PT) não é mais tão relevante. As questões do PT são do PT, não devem atrasar ou obstaculizar o que está sendo construído em torno do ex-secretário Márcio Lacerda (PSB). Se o PT, ao final das suas decisões resolver participar do processo, será muito bem-vindo, se não participar, caberá a ele explicar à população de Belo Horizonte", disse. .   O governador criticou a interferência da direção nacional do PT nas decisões no diretório municipal, que apóia a aliança formal com o PSDB. "O PT sempre foi um partido que aceitou a decisão das bases e deveria fazer isso em Belo Horizonte. Estamos construindo em Belo Horizonte algo grandioso que não será abalado ou destruído por uma visão míope de algumas pessoas que estão a centenas de quilômetros de BH e a milhares de milhas de distância da nossa realidade política e do nosso sentimento político", disse.   "A generosidade é uma marca da política mineira. Quanto maior for a autonomia dos mineiros, melhor para os mineiros. Eu não me afastarei um milímetro do projeto inicial de construir uma aliança a favor da cidade", afirmou Aécio, reiterando que a aliança em torno do nome do ex-secretário Márcio Lacerda será construída com os partido aliados como o PSB e o PPS.   Texto corrigido às 17h06. Diferentemente do que foi informado, a frase correta do governador de Minas é: 'Esta não é uma decisão do governador'. Ao invés de 'Esta é uma decisão do governador'

Tudo o que sabemos sobre:
Aécio Neveseleições municipais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.