Aécio Neves cobra compromisso com crescimento

Saudado por sindicalistas ligados à Força Sindical como "o futuro presidente do Brasil", o senador mineiro e virtual candidato à Presidência da República nas eleições do ano que vem pelo PSDB, Aécio Neves, fez duras críticas ao governo Dilma Rousseff e afirmou que são os tucanos que têm condições "de assumir um compromisso pela retomada do crescimento no País".

RICARDO DELLA COLETTA E JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

26 de novembro de 2013 | 15h41

"Quem tem condições de assumir com o Brasil um compromisso de retomada do crescimento e da recuperação da credibilidade do País, numa agenda que não seja a da administração da pobreza, mas a da sua superação, com empregos de maior qualidade, somos nós", afirmou o senador.

Aécio participou nesta terça-feira, 26, de um almoço com o presidente do Solidariedade, deputado federal Paulo Pereira da Silva (SP), que é também presidente licenciado da Força Sindical. No encontro, os sindicalistas apresentaram uma série de reivindicações que compõem a pauta do movimento no País.

Rebatendo uma das principais bandeiras do governo petista, as baixas taxas de desemprego, o presidenciável tucano afirmo ainda que não se "dá por satisfeito de o Brasil ser o País do pleno emprego de dois salários mínimos". "Nós queremos emprego de maior qualidade", disse.

Ele também argumentou que o Brasil precisa estabelecer "regras claras" para os investidores. "Queremos regras claras, onde os investidores, inclusive os estrangeiros, tenham noção clara sobre qual chão estão pisando", finalizou.

Interior paulista

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) amplia, até o final da próxima semana, a agenda de encontros com militantes no interior de São Paulo iniciada em outubro, com visitas programadas para quatro municípios do Estado. O provável candidato tucano à sucessão da presidente Dilma Rousseff visita, na sexta-feira, 29, Franca e, no sábado (30), vai a Bauru. Nos mesmos dias da próxima semana, os eventos políticos com a participação do tucano serão, respectivamente, em Campinas e Sorocaba.

De acordo com o presidente do PSDB no Estado de São Paulo, deputado federal Duarte Nogueira, Aécio reforçará ainda a agenda com entidades setoriais na capital paulista. Nesta quinta-feira, 28, o senador deve almoçar com representantes do Sindicato da Construção Civil - Secovi, em São Paulo. Na próxima semana, Aécio investirá no agronegócio, como já fez o seu provável adversário Eduardo Campos (PSB), governador de Pernambuco.

"O Aécio terá uma reunião com lideranças do agronegócio na semana que vem e um encontro setorial mais amplo com o setor até meados de dezembro", disse Nogueira. "Além da mobilização com militantes, as visitas do Aécio visam defender uma aliança ampla no Estado para a reeleição do governador Geraldo Alckmin e repudiar a maneira não republicana de aparelhamento do Estado do PT", concluiu Nogueira.

Tudo o que sabemos sobre:
AécioSolidariedade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.