Aécio negocia nova MP para revogar velhas MPs

O presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG), disse, após cerimônia de posse dos novos ministros, que o Congresso fará uma sessão conjunta amanhã para votar o projeto de resolução que regulamenta a tramitação de medidas provisórias (MPs). Segundo ele, está em processo de negociação a inclusão de um dispositivo que permita ao Poder Executivo baixar uma Medida Provisória Revogatória, que teria o poder de cancelar outra medida provisória em vigência. Com este instrumento, segundo Aécio, poderia se abrir um caminho para a solução dos problemas que estão causando a obstrução da pauta de votações do Congresso.Aécio afirmou que a medida provisória que regulamenta o setor elétrico deverá ser votada ainda hoje. Segundo ele, depois da decisão de ontem de cortar o ponto dos parlamentares faltosos, haverá quórum suficiente hoje. Na opinião do deputado, a MP só não será votada se não houver entendimento. "Não será por falta de quórum", afirmou. Na avaliação do deputado, a decisão de ontem, de cortar o ponto, foi polêmica, "mas pedagógica", e acrescentou que como presidente da Câmara tenha responsabilidade de garantir o quórum para as sessões. Aécio Neves acredita que os críticos da medida de corte do ponto vão compreender que a decisão foi acertada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.