Aécio nega que candidato será definido na sexta-feira

Governador mineiro assume discurso de candidato: para retirar o 'caráter plebiscitário desta eleição'

ANNE WARTH, Agencia Estado

08 de dezembro de 2009 | 03h28

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, assumiu nesta segunda-feira, 7, um discurso de candidato à Presidência da República, indicação que disputa com o governador de São Paulo, José Serra, pelo PSDB. Aécio disse que seu objetivo é retirar o "caráter plebiscitário desta eleição."

Aécio voltou a dizer que vai se encontrar com Serra em um evento do PSDB na próxima sexta-feira, 11,  no Piauí e que o tema da candidatura presidencial do PSDB será discutido, mas não definido. "Fui mal compreendido", disse ele, negando que a decisão do candidato sairá ainda nesta semana, como deu a entender mais cedo. "Esperamos que isso se resolva até inicio de janeiro", afirmou.

Para Aécio, se o PSDB decidir arrastar a decisão até março, será uma sinalização de que o partido já escolheu seu candidato. "Se o partido optar, e essa é uma opção que eu respeitarei, por estender esse prazo até o fim de março é porque na verdade o partido estará optando por uma candidatura", afirmou, referindo-se a Serra. "Acho que a construção política que eu posso vir a fazer demanda tempo, e os partidos estão avançando em seus entendimentos. Então, acho que até o início de janeiro é o momento adequado para essa decisão. Senão, voltarei para Minas para construir nosso palanque e dar a vitória ao candidato que o partido escolher."

Tudo o que sabemos sobre:
AéciocandidaturaPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.