Aécio nega pretensão de se candidatar à Presidência em 2010

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), negou que tenha pretensões de se candidatar à presidência da República em 2010, apesar de ter admitido a possibilidade em um evento realizado em São Paulo neste mês. "Eu tenho muitas formas de participar desse processo sem precisar ser candidato à Presidência da República". E enfatizou, "a Presidência da República não está em minha cabeça". Ele afirmou, porém, que pretende se preparar para participar do processo, por meio de uma candidatura que "gere expectativa de que o Brasil saia desse pouco ânimo em que estamos hoje e deixe de crescer a taxas tão tímidas quanto cresce hoje para crescer em maior velocidade".O governador mineiro voltou a defender a renovação do programa de seu partido, como uma forma de aproximação da realidade das pessoas e, principalmente, de outras regiões do País, como o nordeste. "O PSDB precisa, não apenas renovar o seu discurso e o seu programa, mas fazer um mea culpa e uma análise sobre por que ele se distanciou de setores tão importantes da vida nacional, de regiões tão importantes do Brasil, como o Nordeste por exemplo", afirmou.Aécio apontou que o partido deixou de ter a relação mais próxima com a sociedade brasileira nos últimos anos, ainda que tenha tido participação na estabilização da economia, na ampliação do acesso da população a serviços, principalmente o setor de telecomunicações, após a privatização da área de telecomunicações e ainda os programas de proteção social. "O programa do PSDB foi construído há 20 anos e o mundo mudou nesses 20 anos". A idéia, conforme o governador é que na convenção partidária, prevista para novembro, a legenda apresente um novo programa, e também "uma nova postura mais próxima da realidade das pessoas e até mesmo das angústias das pessoas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.