Aécio: Lula prejudica missão de pacificar o Brasil

O ex-governador e senador eleito por Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva contribuiu para o acirramento dos ânimos e dificulta o entendimento ao atacar o candidato tucano, José Serra.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 15h15

Depois de votar, nesta manhã, Lula afirmou que "Serra sai menor dessa eleição", mesmo tipo de análise que o próprio Aécio havia feito em relação ao presidente há cerca de uma semana. Para o senador eleito, o próximo presidente, independentemente de quem for, terá de "pacificar o País" e Lula prejudica essa missão.

"Acho a colocação (de Lula) desnecessária. A campanha acabou e é preciso agora que todos nós tenhamos disposição e generosidade de construir os consensos e conversarmos. Não acho que essa declaração contribua para esse clima. Acho uma declaração desnecessária num momento em que se encerra a votação no País", ressaltou Aécio, ao acompanhar a votação do governador reeleito em Minas, Antônio Anastasia, no início da tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010Aécio NevesLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.