Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Aécio estreia em propaganda de TV de Marcio Lacerda

Depois de insistentes aparições com declarações isoladas de apoio à reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), o senador Aécio Neves (PSDB-MG), fez na noite desta segunda-feira sua primeira participação na propaganda eleitoral gratuita batendo papo com o socialista. Principal cabo eleitoral do prefeito, o tucano alfineta o principal adversário na eleição na capital, o petista Patrus Ananias, que insiste na possibilidade de aumentar parcerias com o governo federal devido à "afinidade" de projetos.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

24 de setembro de 2012 | 22h02

Aécio já havia criticado Patrus e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, por declarações de que o município poderia receber mais recursos federais com a eleição do petista. No programa desta segunda-feira, o senador afirmou que "essa coisa de carimbar o dinheiro é de um atraso, de uma visão tão retrógrada que não merece nem ser considerada".

"Temos agido como um time. Acho que política é isso também. Somos parceiros. Não ficamos nessa bobagem de reivindicar ''essa obra é do Estado, é da prefeitura é do governo federal''. É dinheiro público. São os impostos que todos os mineiros pagam e obviamente têm que ser revertido em benefícios", acrescentou o tucano, ao lado de Lacerda e do governador Antonio Anastasia (PSDB), que também só havia aparecido isoladamente no material de campanha do prefeito.

O programa foi voltado principalmente à desconstrução da ideia de que Patrus teria mais proximidade com o governo federal. A conversa do trio foi intercalada por textos lidos por locutores falando sobre obras realizadas com na capital, com exemplo de projeto realizado com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da mobilidade, que "financia obras no País todo". Aécio também reforça a ideia ao citar exemplos de projetos realizados na sua gestão à frente do governo mineiro, quando o Executivo federal era comandado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e ressalta que sem essas parcerias, as obras "não existiriam".

No início da campanha, Lacerda chegou a ironizar a campanha petista dizendo que parecia que Lula era o candidato do PT na capital mineira "de tanto que ele aparece na televisão". Já no início da propaganda eleitoral gratuita, o ex-presidente apareceu conversando com o correligionário e teve participação em diversos programas. Questionado sobre a insistente participação de Aécio principalmente em suas inserções na rádios e TVs, Lacerda chegou a ironizar dizendo que ele "ele ainda não apareceu me dando a mão, me carregando". Ontem, a última imagem dos tucanos e do prefeito no programa foi justamente com o trio dando as mãos.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012Belo HorizonteAécio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.