ANDRÉ DUSEK / ESTADÃO
ANDRÉ DUSEK / ESTADÃO

Aécio elogia Moraes, mas diz que indicação não é ‘questão partidária’

‘É equívoco buscarmos apoio em partidos para o futuro ministro do STF’, afirma senador tucano; titular da Justiça é filiado ao PSDB

Leonardo Augusto, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2017 | 23h46

BELO HORIZONTE - O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), defendeu nesta terça-feira, 24, o nome do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes – filiado ao partido –, para a vaga do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, morto em acidente aéreo na semana passada em Paraty (RJ). Aécio, no entanto, disse que indicações para o cargo não são atribuição de presidentes de partidos. A nome de Moraes é defendido por pelo menos seis siglas da base aliada do governo Michel Temer.

“O ministro Alexandre é extremamente qualificado, respeitado, tem todas as qualidades para ser ministro do STF, mas essa não é uma questão partidária”, afirmou o senador em Belo Horizonte. Na capital mineira, o tucano se reuniu com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e anunciou o apoio do PSDB à reeleição de Maia.

“É equívoco buscarmos apoio em partidos políticos para o futuro ministro do STF”, disse Aécio. “Tenho convicção de que o presidente Michel Temer escolherá o melhor nome para compor o Supremo.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.