Aécio e presidente do PSB discutem aliança em BH

Até agora, o PSB nacional vinha insistindo no apoio formal do PSDB e do PT a Márcio Lacerda

Daniela Nahass, especial para Agência Estado

17 de junho de 2008 | 15h33

O governador Aécio Neves (PSDB), e o presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos vão almoçar juntos nesta quarta-feira para conversar sobre a aliança entre os partidos que apóiam a candidatura do ex-secretário estadual Márcio Lacerda (PSB) à Prefeitura de Belo Horizonte, que tem como vice o deputado estadual Roberto Carvalho (PT). "Acho que esta questão cada vez mais passa a ser de responsabilidade do PSB nacional, que tem aqui a cabeça de chapa", disse Aécio Neves nesta terça-feira.   Até agora, o PSB nacional vinha insistindo no apoio formal do PSDB e do PT a Márcio Lacerda, aliança que foi vetada pelo Diretório Nacional do PT. Aécio Neves acredita que esta posição dos socialistas ainda pode ser modificada. "A estratégia, você a altera em função da circunstância", disse o governador mineiro.  Ele voltou a citar o presidente Lula que, em entrevista ao "Jornal do Brasil" no domingo, criticou a decisão do PT nacional. "O presidente da República deu uma declaração muito forte ontem, mostrando o equívoco dessa visão da direção nacional e quem sabe essa palavra do presidente possa permitir também uma revisão da posição da direção nacional", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.