Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Aécio e Patrus se reúnem para discutir aliança em BH

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), iniciou hoje uma aproximação com o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, para tentar viabilizar a aliança PT-PSDB em Belo Horizonte, mas ouviu dele que os partidos não necessariamente devem caminhar juntos. O acordo, capitaneado por Aécio e pelo prefeito Fernando Pimentel (PT) em torno de um candidato de consenso, enfrenta resistência de Patrus e seu grupo político, já que o ministro disputa com o prefeito a indicação para o Palácio da Liberdade em 2010. Para Pimentel, a eventual aliança pode representar o valioso apoio do governador à sua sucessão.Antes mesmo do encontro reservado com Aécio, no Palácio das Mangabeiras, o ministro demonstrou que não pretende aceitar com facilidade a tese de aliança. "Nós devemos sempre conversar visando os interesses superiores, da cidade, do Estado, do País, mas não obrigatoriamente temos de estar juntos". Até o momento, o nome colocado como possível representante no eventual palanque único é o do atual secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Márcio de Araújo Lacerda, filiado ao PSB e ligado ao ex-ministro e deputado Ciro Gomes (PSB-CE). Patrus, por sua vez, tenta minar o acordo e já lançou o nome do colega Luiz Dulci - ministro da Secretaria Geral da Presidência - como candidato do PT na capital mineira. Questionado se seria contra a aliança, Patrus disse apenas que a decisão deverá ser tomada pelos partidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.