Marcos Pinto/Estadão
Marcos Pinto/Estadão

Aécio e Campos discutem alianças regionais

Encontro acontece um dia após o PPS anunciar apoio a uma eventual candidatura do PSB; movimento representa importante revés para os tucanos, que perdem aliado de 10 anos

Atualizado em 10.12, O Estado de S. Paulo

09 Dezembro 2013 | 16h38

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), prováveis candidatos à Presidência em 2014, discutiram alianças regionais durante um jantar na noite de domingo, 8, no restaurante Gero, em Ipanema, zona sul Rio de Janeiro.

Presidentes de seus respectivos partidos, Aécio e Campos avaliam a possibilidade de dividir palanques estaduais, especialmente em São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Sul. O encontro estava marcado para a semana passada, mas acabou sendo adiado.

O encontro entre dois prováveis concorrentes na disputa presidencial de 2014 aconteceu um dia após o PPS, tradicional aliado do PSDB, aprovar indicativo de apoio ao governador de Pernambuco em 2014. A decisão representa um importante revés na candidatura tucana. O PPS é um aliado do PSDB no plano nacional desde o início do governo Lula, há 10 anos. .

O vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, disse nessa segunda, 9, que no encontro os presidenciáveis discutiram a conjuntura e "os caminhos da oposição". Para Amaral, contudo, o jantar não significa uma aproximação das futuras campanhas presidenciais. "O segundo turno só tem duas vagas", afirmou, destacando que o encontro estava marcado havia algum tempo.

Nessa segunda, no Recife, Campos tratou o jantar como um encontro casual. "Fui gravar ontem (domingo) à tarde o programa do PSB no Rio e só podia voltar hoje (segunda) de manhã porque o aeroporto daqui (do Recife) está fechando às 11 horas da noite", afirmou. "Quando terminei fui jantar e encontrei Aécio que tinha saído da visita à irmã dele que está hospitalizada. Sentamos na mesa, conversamos um pouco, tomamos um café e saímos." / DÉBORA BERGAMASCO, WILSON TOSTA, ANGELA LACERDA e VALMAR HUPSEL FILHO

Mais conteúdo sobre:
Aécio Neves Eduardo Campos PPS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.