Aécio diz que vai rever fator previdenciário

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, comprometeu-se ontem com sindicalistas a rever o fator previdenciário, mecanismo criado em 1999 na gestão de Fernando Henrique Cardoso para desestimular aposentadorias precoces. "Ele se comprometeu com a gente que, logo que tomar posse em janeiro, vai chamar o movimento sindical para arrumar uma alternativa, um modelo, que substitua o fator previdenciário", disse João Batista Inocentini, presidente nacional do Sindicato dos Aposentados da Força Sindical e membro da coordenação de programa de governo do tucano.

PEDRO VENCESLAU E ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2014 | 12h48

A decisão de Aécio ocorre depois de o candidato ser pressionado pela Força Sindical, que tem o fim do fator previdenciário como principal bandeira política. Depois de selado o acordo, Aécio se reuniu com cerca de 40 sindicalistas na manhã desta sexta-feira para gravar uma roda de conversa sobre o tema, que vai ao ar no horário eleitoral de sábado. Segundo Inocentini, a mudança no fator previdenciário estará presente no programa de governo do candidato, que ainda não tem data para ser lançado. Outra bandeira da Força Sindical, a redução da jornada semanal para 40 horas, não foi incluída entre as propostas do presidenciável tucano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.