Aécio diz que recebe com 'absoluta serenidade' autorização para voltar ao Senado

Aécio diz que recebe com 'absoluta serenidade' autorização para voltar ao Senado

Denunciado por corrupção passiva e obstrução de justiça, tucano foi afastado do mandato em 18 de maio; No STF, Marco Aurélio Melo derrubou hoje a decisão de Fachin de afastar Aécio do Senado

Julia Lindner, Isabela Bonfim e Thiago Faria, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2017 | 14h25

BRASÍLIA - O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que recebeu "com absoluta serenidade" a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de restabelecer o seu mandato parlamentar, nesta sexta-feira. Em nota, Aécio afirmou que aceitou a decisão anterior do ministro Edson Fachin que autorizou o seu afastamento da mesma forma "resignada e respeitosa".

"Sempre acreditei na Justiça do meu País e seguirei no exercício do mandato que me foi conferido por mais de 7 milhões de mineiros, com a seriedade e a determinação que jamais me faltaram em 32 anos de vida pública", declarou.

Denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça, Aécio foi afastado do mandato em 18 de maio. Com a decisão de Marco Aurélio, ele poderá participar das votações da Casa a partir da próxima semana. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.