Aécio diz que quer ser 'generoso com o Nordeste'

O candidato à Presidência pelo PSDB, Aécio Neves, desembarcou na noite desta sexta-feira em Campina Grande dizendo que, se eleito, quer ser lembrado como o "presidente mais generoso com a região do Nordeste". Em uma rápida coletiva no saguão do aeroporto, onde abriu espaço para apenas duas perguntas de veículos locais, ele afirmou que pretende ampliar projetos sociais, como Bolsa Família. "Vamos lutar pela diminuição da violência e implementar um choque de infraestrutura".

ERICH DECAT, ENVIADO ESPECIAL, Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2014 | 20h17

O tucano não fez, durante a entrevista, qualquer referência ao PT ou à sua adversária, Dilma Rousseff. Ao lado do candidato ao governo da Paraíba pelo PSDB, Cássio Cunha Lima, ele se comprometeu a terminar as obras de transposição do rio São Francisco, caso vença a eleição no dia 26. "Vamos concluir todas as obras em andamento", disse.

Logo depois, em evento realizado na cidade, o candidato do PSDB pediu ajuda dos militantes para encerrar o ciclo de governo do PT no comando do País. "Até o dia 26 de outubro, que cada um de vocês seja a minha voz, a minha determinação e a minha coragem para tirar o PT do governo", afirmou Aécio no Parque do Povo, no centro da cidade.

Aécio, ao lado do candidato ao governo estadual, pediu um voto casado no dia de eleição. "É preciso ter, na Paraíba, o melhor amigo do presidente. Cássio Cunha Lima (que disputa o segundo turno), a sua vitória é a vitória da Paraíba", falou o presidenciável, que está com forte rouquidão. O comício durou cerca de meia hora, encerrando a agenda do candidato em Campina Grande.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesAécioParaíba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.