Aécio diz que Inocêncio abdicou de suas convicções

O deputado Aécio Neves (PSDB-SP), candidato do seu partido à presidência da Câmara dos Deputados, disse no debate realizado hoje pela rádio CBN que seu concorrente, Inocêncio Oliveira (PFL-PE), está abdicando de sua "história e de suas convicções", ao voltar-se para a oposição em busca de apoio eleitoral. Ele disse que Inocêncio teria que abandonar o governo antes de assumir essa postura. "Ou vossa Excelência votou enganado nas propostas do governo, ou deve uma explicação ao País", afirmou Neves. Os comentários de Aécio foram feitos em resposta à crítica de Inocêncio, segundo a qual o atual líder do PSDB tinha um discurso incompatível com sua ação. Neves disse que a candidatura de Inocêncio poderia ser descrita como "Anatomia de um Renegado" e disse não saber se respondia ao "mais fiel e atento situacionista ou ao mais novo oposicionista". Inocêncio perguntou também a Neves se era verdade que, em encontro com a bancada gaúcha, ele tinha prometido "carro com gasolina do Estado" a cada parlamentar. O deputado mineiro negou a informação e pediu respeito aos gaúchos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.