Aécio diz que é alternativa e admite candidatura

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou, em entrevista à revista "IstoÉ" desta semana, que é "uma alternativa para o País" e admitiu que é candidato a presidente em 2010. Aécio afirmou que está disposto a disputar as prévias, se forem confirmadas. "É natural que eu seja uma alternativa para o partido", disse ainda."Estou disposto a disputar as prévias e discutir com as bases do partido um projeto novo para o Brasil", disse. Ele declarou também que não fazem sentido as especulações de que sairá do PSDB para se filiar ao PMDB. "Se estou propondo no PSDB uma discussão interna, não faz sentido eu dizer que vou para outro partido. Se aceito e proponho a discussão interna, tenho compromisso com o PSDB", garantiu.Conforme Aécio, o PSDB "não pode se acomodar, achando que vai ganhar as eleições só porque está na frente nas pesquisas". "Quando defendo as prévias e digo que têm de ser regulamentadas até o final de março, é porque acredito que elas podem ser o instrumento que falta ao PSDB para se reencontrar com suas bases", acredita, de acordo com a entrevista.Sobre a ideia defendida numa reunião de líderes tucanos com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de antecipação do lançamento do candidato do partido a presidente, o governador de Minas acha que o PSDB não deve definir a estratégia "em função da estratégia dos outros". "Se o governo federal optou por antecipar o nome da Dilma, é uma estratégia dele", julgou, referindo-se à chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que foi "apresentada" ao PT paulista na noite de ontem (13), na casa da ex-ministra do Turismo Marta Suplicy, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.