Aécio defende serenidade para escollha do candidato tucano

Em meio à discussão sobre a antecipação da definição docandidato presidencial tucano, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), recomendou que a decisão seja tomada com "serenidade e cautela". Aécio minimizou os resultados da última pesquisa CNT/Sensus e o favoritismo da eventual candidatura à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Aos adversários, aconselhou que "tomem um pouco de caldo de galinha"."Eu sugiro, sobretudo àqueles que comemoram os últimos indicadores de pesquisa, que tenham um pouco de paciência. Tomem um pouco de caldo de galinha e façam como eu fiz aqui, quando as pesquisas nos eram muito favoráveis. Não acreditem nelas. É o melhor conselho que eu posso darporque a eleição será apenas em outubro", disse.Segundo ele, a corrida presidencial só começará mesmo a partir da definição do candidato tucano. A escolha se dará entre o prefeito de São Paulo, José Serra, e o governador do Estado, Geraldo Alckmin. "Eu vejo as pessoas um pouco afobadas", comentou Aécio. "Vamos ter serenidade e cautela e não permitir que os outros estabeleçam a nossa agenda. É depois do Carnaval, com serenidade, que o PSDB vai indicar o seu candidato. Aí, a disputa começa para valer".O governador mineiro, um dos caciques do PSDB que coordenam o processo de definição do presidenciável tucano, participou de uma visita às obras do Expominas, em Belo Horizonte, ao lado do presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luiz Alberto Moreno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.