ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO
ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO

Aécio vai participar de reunião de tucanos para decidir sobre desembarque

Essa será a primeira grande reunião partidária de Aécio desde que recuperou o mandato e teve seu caso arquivado pelo Conselho de Ética do Senado

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

10 Julho 2017 | 19h44

O senador Aécio Neves, presidente licenciado do PSDB, decidiu participar da reunião de emergência convocada pelo governador Geraldo Alckmin, que acontecerá nesta segunda-feira, 10, em São Paulo para discutir com dirigentes tucanos a relação do partido com o governo Michel Temer (PMDB).

Será servido um jantar no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, com a presença do presidente interino do partido, Tasso Jereissati, o presidente de honra, Fernando Henrique Cardoso, o líder do partido na Câmara, Ricardo Trípoli, o deputado federal Silvio Torres (secretário-geral da sigla), o prefeito João Doria e os governadores do PSDB.

Essa será a primeira grande reunião partidária de Aécio desde que recuperou o mandato e teve seu caso arquivado pelo Conselho de Ética do Senado. A expectativa dos tucanos, porém, é que o encontro de hoje não delibere sobre a permanência ou desembarque do governo.

A iniciativa do governador Geraldo Alckmin irritou parte da cúpula e dos deputados do PSDB que não foram incluídos na lista de convidados. Eles reclamam que apenas a direção executiva do partido tenha prerrogativa de tomar decisões. Ao Estado/Broadcast, o deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE) lembrou que nunca na história do partido a Executiva determinou como deveriam votar os deputados. Ele avisou ainda que a bancada votará "conforme sua consciência".

O Estado/Broadcast apurou que pelo menos 5 dos 7 deputados do PSDB na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara votarão favoravelmente à admissibilidade da denúncia da Procuradoria Geral da República. A bancada, de 46 deputados, deve seguir o mesmo caminho no plenário. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.