Aécio considera 'natural' crescimento de Dilma nas pesquisas

Segundo CNT/Sensus, Dilma aparece em 2º na sondagem espontânea, governador de Minas em 3º e Serra lidera

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

30 de março de 2009 | 16h06

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), considerou natural o crescimento da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, na pesquisa divulgada hoje pelo CNT/Sensus sobre a corrida presidencial. "Acho natural que ela cresça. A ministra tem tido uma exposição nos últimos meses, talvez como nenhum outro candidato, em qualquer tempo no País, tenha tido. Isso certamente é positivo dentro da estratégia do governo", afirmou.

Veja também:

especial Gráficos: Popularidade de Lula cai em três pesquisas

link Cai aprovação ao governo Lula com piora no emprego

linkSobe capacidade de Lula transferir voto; Dilma sobe

Na pesquisa espontânea, na qual os eleitores respondem livremente em quem votariam, sem apresentação de uma lista, Dilma aparece em terceiro lugar, com 3,6% das intenções de voto, e Aécio em quarto lugar, com 2,9%. O governador considerou que as pesquisas "são estimulantes" e avaliou que, entre todos os candidatos, talvez o nome dele seja o que tenha mais baixo índice de crescimento porque não disputou uma eleição presidencial.

Aécio disse que tem defendido internamente que o PSDB se movimente com os aliados pelo País para não correr o risco de a eleição ficar personalizada. O partido, segundo ele, deve mostrar o que propõe de novo e o que o diferencia do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Os encontros (com aliados) devem servir para que no final do ano nós tenhamos não apenas o nome de uma candidatura, com bons indicadores na pesquisa, capacidade de construir alianças amplas, mas principalmente capacidade em empunhar bandeiras novas", afirmou Aécio, que participou em Brasília do encontro de governadores do Centro-Oeste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.