Aécio confirma votação de projeto da CLT para hoje

O presidente da Câmara, Aécio Neves, confirmou para hoje a tarde a votação do projeto que altera a Consolidação das Leis do Trabalho e disse que vai convocar para ainda hoje, também, uma sessão extraordinária para votar, em segundo turno, a proposta de emenda constitucional (PEC) que restringe a imunidade parlamentar. A intenção de Aécio é entregar pessoalmente a aprovação da PEC ao presidente do Senado, Ramez Tebet, para que seja agilizada a votação da proposta e promulgada ainda este ano. O presidente da Câmara voltou a alertar o governo sobre o uso abusivo de pedidos de urgência constitucional, feitos pelo presidente da República, para a votação de projetos no Congresso. Aécio advertiu que se essa prática continuar incomodando os trabalhos da Casa, ele não afasta a possibilidade de fazer alterações na Constituição, estabelecendo o juízo da admissibilidade para os pedidos de urgência. "Toda matéria que chega com urgência já sofre uma perda de qualidade em sua discussão pelo Legislativo. E o debate nas comissões é fundamental", disse Aécio Neves. Segundo ele, o projeto que altera a CLT deve ser definido hoje e se não houver um acordo entre os líderes, ele vai insistir na retirada do pedido de urgência ao projeto, para desobstruir a pauta da Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.