Aécio cita Constituição para criticar 3º mandato de Lula

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), criticou hoje a proposta de terceiro mandato ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Ora, eu sou constitucionalista, defendo o respeito à Constituição e não acredito que o presidente Lula embarcaria numa aventura como esta", disse Aécio Neves. "Acho que, mesmo aqueles que têm respeito e apóiam o presidente, têm de ter respeito, antes disso, à Constituição", afirmou. Ele esteve em Goiás, onde se reuniu com lideranças políticas locais, prefeitos e senadores durante encontro na Associação Goiana de Municípios.Aécio se disse surpreso com a proposta. Até comentou que não acreditaria, se lhe contasse, que o presidente da República estivesse por trás da iniciativa. "Ele iria macular sua trajetória num momento como esse." Mesmo assim, o governador mineiro considerou a discussão do mandato de cinco anos, sem reeleição, inadequada. "Em tese poderia ser uma boa discussão, mas neste momento não é adequada pois ela vem contaminada por essa suspeição de que no seu bojo está incorporada mais uma eleição do atual presidente da República", disse.O governador mineiro também deu informações sobre planos de seu partido, o PSDB, de composição com o PMDB nas eleições municipais. Uma espécie de ensaio antecipado do quadro sucessório que vislumbra para 2010. "O clima das eleições municipais de 2008 podem favorecer o entendimento em 2010, e o PSDB e o PMDB podem caminhar juntos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.