Aécio: choque de gestão não se opõe à questão social

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), defendeu hoje o principal mote de sua administração, afirmando que o chamado choque de gestão não significa falta de compromisso com a questão social. Ao inaugurar em Belo Horizonte um centro de formação e experimentação digital para jovens com idade entre 15 e 24 anos matriculados na rede estadual de ensino, Aécio criticou o "discurso antigo de alguns adversários de que o choque de gestão, a qualidade da gestão pública era conflitante com a preocupação social".

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

17 de junho de 2009 | 15h12

"Há um conjunto de resultados sociais a partir da boa gestão dos recursos públicos e eu acho que desmistifica essa questão", disse o governador tucano, citando redução de indicadores como a mortalidade infantil e desnutrição no Estado. "Não há nenhuma ação de maior dimensão social do que a boa aplicação de recursos públicos", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
gestãosocialAécio NevesMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.