Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Aécio chama de 'covarde' depoimento de policial contra Anastasia

Nome de ex-governador de Minas Gerais foi incluído no rol de citados na Operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção na Petrobrás

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2015 | 16h16

SÃO PAULO - O senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, reagiu nesta quinta-feira, 8, a inclusão do nome do ex-governador e senador mineiro, Antonio Anastasia (PSDB) no rol de citados da Operação Lava Jato.

"A falsa e covarde acusação não se sustenta em pé, seja pelo caráter e honestidade pessoal do senador, reconhecidos até mesmo por seus adversários políticos, seja pela falta de nexo na história apresentada", afirmou o dirigente tucano em nota divulgada pelo Facebook. Reportagem publicada nessa quinta no jornal Folha de S.Paulo afirma que Jayme Alves de Oliveira Filho, um dos policiais presos na ação, disse em seu depoimento que entregou R$ 1 mi ao ex-governador. 


"Alguém acredita que um governador de Estado se reuniria pessoalmente numa garagem com um emissário desconhecido para receber dinheiro?", questionou Aécio. Segundo o senador, o objetivo da "farsa" é "intimidar e constranger a oposição".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.