Aécio afirma que Dilma faz 'autoelogio e campanha eleitoral' na TV

Provável candidato tucano ao Planalto, senador mineiro diz que presidente apresenta o Brasil como uma 'ilha da fantasia'

Débora Bergamasco - O Estado de S. Paulo,

30 Dezembro 2013 | 12h30

BRASÍLIA - O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), provável candidato ao Palácio do Planalto no ano que vem, acusou a presidente Dilma Rousseff de usar o pronunciamento de fim de ano em rede nacional, realizado ontem (29), para fazer "autoelogio e campanha eleitoral". "Sob o pretexto das festas de fim de ano, a presidente volta à TV para fazer autoelogio e campanha eleitoral. Lamentavelmente, a oposição não pode pedir direito de resposta", escreveu Aécio em sua página oficial no Facebook.

No texto, o senador da oposição chamou de "abusiva" a aparição em rede nacional da presidente - uma prerrogativa presidencial - para apresentar o que chamou de um País de "ilha da fantasia". "Nenhuma palavra sobre as famílias vítimas das chuvas e as obras prometidas e não realizadas. Nenhuma menção à situação das empresas públicas, à inflação acima do centro da meta, ao pífio crescimento da economia. Nenhuma menção à situação das estradas, à crise da segurança e à epidemia do crack que estraçalha vidas", criticou Aécio.

O senador mineiro citou dados sobre o analfabetismo e creches. "Enquanto isso, no Brasil real, os resultados dos testes internacionais demonstram o contrário: o analfabetismo parou de cair e, das 6 mil creches prometidas por ela em 2010, apenas 120 haviam sido entregues até outubro."

Segundo o tucano, o governo "acredita que a propaganda e o ilusionismo podem demonstrar força, enquanto, na verdade, só acentuam a sua fraqueza".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.