Aécio acusa PT de fazer uso político de pronunciamento de Dilma

Na quarta, presidente anunciou redução de tarifas de energia elétrica em rede nacional

O Estado de S. Paulo,

24 de janeiro de 2013 | 18h18

SÃO PAULO - Cotado a ser o candidato do PSDB à Presidência em 2014, o senador Aécio Neves acusou nesta quinta-feira, 24, o PT de ter feito uso 'político partidário' do pronunciamento da presidente Dilma Rousseff realizado em cadeia nacional de rádio e de TV na quarta no qual ela anunciou a redução de tarifas de energia elétrica. Em nota, o tucano classificou a transmissão como "um exemplo inaceitável" de um partido que usa estruturas do Estado para "alcançar objetivos políticos".

"Como senador da República, registro meu pesar por este triste marco de quebra do princípio da impessoalidade no exercício da Presidência da República", escreveu o parlamentar.

Nesta quinta, o PSDB também divulgou nota com críticas ao pronunciamento de Dilma. Assinada pelo presidente nacional da legenda, Sergio Guerra, a nota dos tucanos acusa o governo do PT de "ultrapassar o limite perigoso para a sobrevivência da jovem democracia brasileira".

Outro partido da oposição que emitiu nota criticando a presidente pelo pronunciamento feito na última quarta foi o DEM. Sem atacar o PT pelo viés político do anúncio feito por Dilma, o presidente nacional da legenda, José Agripino, apenas escreveu que faltou cautela ao governo em proclamar a redução das tarifas de energia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.