Aécio acusa Lula de usar máquina federal a favor do PT

O senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) criticou hoje o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo uso da máquina administrativa federal em favor de um partido, o PT, e da candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República. "O Brasil tem de seguir construindo o seu destino", disse o tucano, em discurso em Goiânia. "Não pode se acovardar, não pode se curvar à força daqueles que se acham donos definitivos do poder e que colocam o País a serviço de um partido político."

RUBENS SANTOS, Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 16h18

Aécio inaugurou hoje o comitê conjunto do PSDB para as campanhas de Marconi Perillo para governador e José Serra para presidente. O senador eleito por Minas Gerais chegou um dia após o presidente Lula atacar os tucanos, durante comício na periferia da capital do Estado. O discurso foi considerado "desrespeitoso, agressivo e desleal" em nota oficial do PSDB de Goiás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.