AE solicita abertura de inquérito policial para apurar notícia falsa atribuída ao Broadcast

A Agência Estado requereu nesta quarta-feira, dia 11, a instauração de inquérito policial para apurar a circulação nas mesas de operação de instituições financeiras de notícia falsa atribuída ao Broadcast

Estadão, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2016 | 17h53

São Paulo - A Agência Estado requereu nesta quarta-feira, dia 11, a instauração de inquérito policial para apurar a circulação nas mesas de operação de instituições financeiras de notícia falsa atribuída ao Broadcast. Na manhã de ontem, uma nota falsa, com a assinatura indevida de repórter do grupo Estado, dizia que a presidente Dilma Rousseff renunciaria. Imediatamente, após saber do fato, o Broadcast publicou nota esclarecendo que não era autor da notícia e alertando sobre a sua falsidade.

Considerando nossa responsabilidade pela precisão das notícias que divulgamos e o potencial de prejuízo que o boato possa ter causado aos nossos leitores, protocolamos o pedido de abertura de inquérito policial junto à Delegacia de Crimes Eletrônicos do DEIC (departamento de investigações criminais da policia civil), onde o delegado Ronaldo Tossunian informou que serão adotadas todas as providência cabíveis para a instauração do inquérito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.