Advogados têm habeas-corpus para circular na Câmara

Um grupo de 119 advogados trabalhistas teve acolhido hoje, pelo ministro Carlos Velloso, do Supremo Tribunal Federal (STF), um pedido de habeas-corpus para circular livremente em todas as dependências da Câmara dos Deputados, durante a votação do projeto de lei que estabelece a prevalência de acordos e convenções coletivas sobre a legislação trabalhista em vigor. Esses advogados são contra o projeto de iniciativa do governo que muda a legislação trabalhista. Ontem, o presidente da CUT, João Felício, portava um habeas-corpus semelhante. Também diretores da Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra) conseguiram igual direito, desta vez concedido pelo ministro Sepúlveda Pertence.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.