Advogados pedem ao STJ habeas-corpus para Rainha

Os advogados do líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) José Rainha Júnior encaminharam hoje ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de habeas-corpus preventivo contra a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que manteve a ordem de prisão contra Rainha e outros quatro integrantes do movimento.O Ministério Público denunciou José Rainha Júnior, Márcio Barreto, Sérgio Pantaleão, Valmir Rodrigues Chaves e Zelitro Luz da Silva pela suposta prática de formação de quadrilha. De acordo com o MP, o grupo estaria impedindo a implantação de um assentamento na fazenda Guaná-Mirim, no município de Euclides da Cunha Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.