Advogados de Jader tentam evitar quebra de sigilo

Os advogados do presidente do Senado Jader Barbalho, protocolaram hoje, no Supremo Tribunal Federal, uma petição para que não seja quebrado o seu sigilo bancário, fiscal e telefônico no período de outubro de 1988 a maio de 1989. A quebra de sigilo foi pedida em inquérito enviado pela juíza federal da 10ª Vara, Maria de Fátima de Paula Pessoa Costa. O inquérito apura a emissão irregular de Títulos da Dívida Agrária (TDA) na época em que Jader Barbalho foi ministro da Reforma Agrária.As investigações estão sendo conduzidas pela Polícia Federal. O pedido de quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico foi formulado pelo delegado da Polícia Federal, Luís Fernando Ayres Machado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.