Advogados da União terão aumento inferior ao reivindicado

Em greve desde o início da semana, os advogados da União vão receber um aumento salarial inferior ao reivindicado. O governo publicará no Diário Oficial de segunda-feira uma medida provisória (MP) com o aumento nos salários.No entanto, na mesma data, será divulgada uma ordem de serviço do advogado-geral da União, Alvaro Augusto Ribeiro Costa, com uma série de alertas à categoria. Um controle estrito e individual do comparecimento aos locais de trabalho deverá ser feito e as eventuais perdas de prazo em ações e as omissões serão apuradas, conforme as recomendações de Ribeiro Costa.Na ordem de serviço, o advogado-geral observa ainda que a paralisação da categoria é ilegal, conforme jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF). A mais alta Corte de Justiça do País entende que esse direito não pode ser exercido pelo funcionalismo porque ainda não foi regulamentado.

Agencia Estado,

20 de março de 2004 | 04h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.