Advogado é investigado por fraude em concurso público

A Polícia Federal realizou buscas na residência e em outros endereços do veterano advogado Norberto Moreira da Silva, diretor da Faculdade de Direito da Universidade Santa Cecília (Unisanta), em Santos, litoral paulista. Ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Santos, por dois mandatos, Moreira foi alvo da Operação Tormenta, que investiga fraudes em concursos públicos e no exame de registro na OAB em 2009.

AE, Agência Estado

17 de junho de 2010 | 09h57

A missão da PF, autorizada pela 3.ª Vara da Justiça Federal em Santos, foi acompanhada por um advogado da Comissão de Prerrogativas da OAB. A PF comunicou a ordem sobre a investigação.

Moreira foi vice-presidente do Santos Futebol Clube. É conselheiro federal suplente da OAB-SP. Advogado famoso em Santos, reconhecido por sua liderança na classe e influência política na região, Moreira não foi localizado.

A Polícia Federal desencadeou ontem a operação para desarticular uma quadrilha que fraudava concursos em todo o País. Foram expedidos 34 mandados de busca e apreensão, sendo 21 na Grande São Paulo, 1 no Rio de Janeiro, 3 na região de Campinas e os demais na Baixada Santista, além de 12 mandados de prisão temporária. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.