Advogado de Palocci constesta relatório da PF

O advogado do ex-ministro Antônio Palocci, José Roberto Batochio, contestou hoje, durante entrevista à Rádio Eldorado, o relatório parcial da Polícia Federal, sobre a quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa. A investigação aponta Palocci como mandante do crime.O ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, foi apontado pela PF como executor e o ex-assessor de imprensa do Ministério, Marcelo Netto, como participante da operação ilegal.Batochio afirmou que o inquérito policial, por lei, deve ter apenas um único e definitivo documento. O ex-presidente do Conselho Federal da OAB acredita que há interesses políticos na publicação de um relatório neste momento.O advogado ressaltou que o primeiro extrato bancário do caseiro foi divulgado no mesmo dia do depoimento de Francenildo à CPI.Segundo José Roberto Batochio, o ex-ministro da Fazenda estava em reunião e não poderia ter tamanha agilidade num eventual pedido. Ele também garantiu que o Palocci irá depor na semana que vem no caso do superfaturamento em Ribeirão Preto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.