Advogado da filha de Serra anuncia investigação paralela

O advogado de Verônica Serra, Sérgio Rosenthal, anunciou hoje que pretende fazer uma investigação paralela à da Polícia Federal (PF) sobre o vazamento do sigilo dela - que é filha do presidenciável do PSDB, José Serra - e de Alexandre Bourgeois, genro do candidato tucano. "Nosso objetivo é descobrir que uso foi dado às declarações de renda de Verônica e Alexandre", afirmou.

BRUNO TAVARES, Agência Estado

15 de setembro de 2010 | 14h43

Rosental disse estar certo de que o contador Antônio Carlos Atella Ferreira será indiciado ao final das investigações. O advogado considerou normal o ritmo do inquérito presido pelo delegado Hugo Uruguai Lobato. "Este inquérito segue o tramite dos demais, com as dificuldades de qualquer investigação policial."

Alexandre e Verônica prestaram depoimento por cerca de uma hora no prédio-sede PF em São Paulo e reafirmaram desconhecer os personagens principais do escândalo da violação de sigilo na Receita Federal. A pedido do delegado, os dois forneceram material gráfico para a realização de exame grafotécnico.

O advogado disse ainda que a 12ª Vara Federal Criminal, em Brasília, já autorizou a quebra de sigilo telefônico dos envolvidos no caso. Segundo o advogado, o delegado ainda não recebeu das operadoras de telefonia o registro das chamadas telefônicas, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.