Paulo Giandalia/Estadão
Paulo Giandalia/Estadão

Adversários nem sequer escreveram programa 'a lápis', afirma Neca

Uma das coordenadoras da campanha de Marina, Maria Alice Setubal ironiza declaração de Aécio Neves de que não apresentaria um programa de governo 'feito a lápis' e sim 'feito a caneta'

DAIENE CARDOSO, Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2014 | 15h58

Os adversários de Marina Silva não têm sequer programa de governo "escrito a lápis", criticou nesta segunda-feira, 22, Maria Alice Setubal, uma das coordenadoras do programa da candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva. "Somos a única campanha que entregou um programa. Eles não têm nem programa. Nem a lápis escreveram", ironizou, ao comentar uma declaração do tucano Aécio Neves de que não apresentaria um programa de governo "feito a lápis" e sim "feito a caneta".

Maria Alice afirmou nesta segunda que o foco da campanha de Marina para as próximas duas semanas será mostrar a capacidade de gestão da ex-ministra e seus feitos no Ministério do Meio Ambiente. Neca, como é conhecida, disse que a campanha está preparada para enfrentar as críticas cada vez mais agressivas dos adversários, principalmente sobre o programa de governo do PSB.

Para Neca, dificilmente os adversários terão condições de documentar suas propostas faltando 15 dias para o primeiro turno da sucessão presidencial. De acordo com ela, o programa apresentado por Marina articula de forma integrada as políticas econômicas e sociais. "Nós contribuímos com o debate. Nunca em uma eleição se falou tanto em um programa de governo. Um programa de governo nunca foi tão lido", comentou.

Na reta final da campanha antes do primeiro turno, Neca prevê um ritmo de agenda mais puxado para Marina Silva e afirma que todos já estão "de capacete" para aguentar a "pancadaria" dos adversários. "Mostramos até aqui resistência. E a Marina, uma resiliência grande", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesneca setúbal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.