Adversários aceitam convite de Aldo para debate na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), anunciou nesta quinta-feira que haverá um debate, na TV Câmara, entre ele e os outros dois candidatos à Presidência da Casa - o petista Arlindo Chinaglia (SP) e o tucano Gustavo Fruet (PSDB). Os dois já anteciparam que aceitam participar do debate.Aldo, que disputa a reeleição, disse que vai se reunir nesta sexta-feira com Chinaglia e Fruet para acertar os detalhes. Os três candidatos participaram nesta manhã da posse do ministro e ex-deputado Aroldo Cedraz (PFL-BA), no Tribunal de Contas da União (TCU).Fruet antecipou que aceita participar do debate. O candidato lançado esta semana pelo grupo da chamada terceira via disse que agendou uma série de encontros políticos e que, a partir desta sexta-feira, deve viajar para São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.Chinaglia disse que também aceita participar do debate na TV, desde que a data estipulada pelos candidatos esteja de acordo com sua agenda de trabalho. "Da minha parte, faremos o debate", disse o petista.A entrada de Fruet na disputa pela presidência da Casa animou a candidatura de Aldo e acendeu um sinal de alerta na campanha de Chinaglia. Com os três nomes, parece cada vez mais provável a eleição em dois turnos.Chinaglia construiu nos últimos dias um leque amplo de adesões, garantindo apoios expressivos do PMDB, PP, PTB e PR. Ele também havia conquistado a bancada do PSDB, que, no entanto, deve mudar de lado para apoiar Fruet.Aldo, que tem o apoio do PFL, terá de trabalhar nos próximos dias para manter essa condição e evitar um acordo da legenda com o PSDB, o que fortaleceria a candidatura de Fruet.Com informações da agência ReutersEste texto foi alterado às 13h12 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.