Adiamento da votação será visto semana que vem, diz relator

Sandro Mabel diz também que governadores do Norte e Nordeste querem votar a proposta ainda neste ano

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

27 de novembro de 2008 | 16h15

O relator da proposta de reforma tributária, deputado Sandro Mabel (PR-GO), informou que a decisão de adiar a votação da proposta de emenda constitucional para março, como quer a oposição, será tomada na próxima semana. Ele também confirmou que os governadores dos Estados do Norte e do Nordeste, que estiveram reunidos nesta quinta-feira, 27, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fecharam questão a favor da votação ainda este ano. Mabel disse que o governo fará uma avaliação no começo da próxima semana sobre as condições de plenário.   Veja Também:    Veja os principais pontos da reforma tributária  Leia a íntegra da proposta que tramita na Câmara  Segundo ele, na próxima semana, mais duas medidas provisórias (MPs) entram na pauta da Câmara e, se houver obstrução da oposição, serão mais uma ou duas semanas perdidas. Mabel contou que os governadores do Norte e do Nordeste, inclusive o tucano Teotonio Vilela (AL), concordaram em assinar um documento apoiando a votação da reforma tributária neste ano. "Foi uma grita geral que precisa votar imediatamente. Os governadores, inclusive, saíram daqui (do Ministério da Fazenda) com o compromisso de articular suas bancadas. Portanto, semana que vem será bem movimentada." Ele informou ainda que os recursos do Fundo de Desenvolvimento Regional, previstos em R$ 4,7 bilhões, podem ser ampliados durante a votação na Câmara e no Senado. A reivindicação dos governadores é que chegue a R$ 8 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.