Adiamento da votação do orçamento é vitória, diz líder

O líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (CE), disse nesta quarta-feira que o governo usou a necessidade de maior negociação e tempo para convencer os partidos para adiar a votação do Orçamento Impositivo. Para o líder, esse tempo era fundamental para abrir negociação sobre o tema. "Dá um tempo para o diálogo prosseguir", disse Guimarães, comemorando "a vitória do governo".

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

07 de agosto de 2013 | 17h09

Pouco antes de receber a notícia do adiamento da votação, o líder do governo em exercício, deputado Henrique Fontana (PT-RS), havia confirmado que o desejo do Palácio do Planalto era adiar a votação para a próxima semana. Mais cedo, o presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), sugeriu que a proposta pudesse ser votada em dois turnos, ainda nesta quarta.

Tudo o que sabemos sobre:
orçamento impositivoJosé Guimarães

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.