Adiada três vezes, CPI das ONGs deve ser instalada nesta terça

Impasse entre tucanos e democratas, pela relatoria e presidência da comissão, adiou a instalação

Andréia Sadi, do estadao.com.br,

03 de setembro de 2007 | 17h05

Após ser adiada por três vezes, a  Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das ONGs deve ser instalada nesta terça-feira, 4, segundo a assessoria do senador Heráclito Fortes(DEM), autor do requerimento para a CPI. O adiamento aconteceu por conta do impasse entre tucanos e democratas, pela relatoria e presidência da comissão.   A assessoria de Heráclito  disse ao estadao.com.br que houve um acordo entre os tucanos e o DEM para a relatoria da comissão, que ficará com Raimundo Colombo (DEM-SC). A presidência  da comissão deve ficar com o senador Valter Pereira (PMDB-MS).   Segundo reportagem do Estado de 22 de agosto, o nome cotado para a função era do próprio Heráclito, mas após a tomada da minoria da Câmara pelo DEM, os tucanos decidiram não apoiar a indicação de Heráclito e passaram a defender que a vaga ficasse com a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO).   A confusão foi suficiente para impedir que a CPI das ONGs pudesse ter sua abertura sacramentada no mês passado, como estava prevista. Além disso, expôs mais ainda a divergência política entre os dois principais partidos de oposição, que foram parceiros no governo federal durante os dois mandatos presidenciais de Fernando Henrique Cardoso.   "O DEM já ficou com a relatoria da CPI do Apagão Aéreo. O PSDB acha que tem direito a ficar agora com a relatoria da CPI das ONGs. Ou só os Democratas é que têm que ficar com todas as relatorias?", afirmou o líder do PSDB no Senado, Artur Virgílio Neto (AM). "O Democratas não abre mão da relatoria da CPI das ONGs", rebateu o líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (RN), aumentando o impasse.     (Colaboraram Marcelo de Moraes e Denise Madueño)

Mais conteúdo sobre:
CPIONGs

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.