Adiada discussão para punir Lindberg

O líder do PT na Câmara, deputado Nelson Pellegrino (BA), adiou nesta segunda-feira para a próxima reunião da bancada do partido a discussão sobre a proposta de punição do deputado Lindberg Farias (RJ) por este ter ameaçado entrar na Justiça contra a propaganda do governo na TV a favor da reforma da Previdência.No início da reunião dos vice-líderes do partido, nesta segunda à noite, antes da chegada do ministro José Dirceu (Casa Civil), alguns deles, ligados ao setor majoritário do PT, apresentaram uma resolução, propondo que qualquer deputado que manifeste disposição de fazer campanha pública contra o governo seja afastado dos postos de representação da bancada na Câmara.Essa punição atingiria, além de Lindberg, que é um dos vice-líderes, a deputada Luciana Genro (RS), suplente na Comissão Especial da Reforma da Previdência. O objetivo dos moderados era que Lindberg fosse sumariamente afastado da vice-liderança e nem pudesse participar da reunião com Dirceu, mas a divisão interna e a chegada do ministro Dirceu acabaram interrompendo a polêmica. O restante da reunião foi dedicado a um debate sobre a proposta da reforma e a situação do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.