Adesão a manifestações fica abaixo do esperado no interior de SP

Os organizadores esperavam 40 mil pessoas, mas os protestos deste domingo, 12, reuniram, no máximo, segundo a Polícia Militar, 17 mil manifestantes nas cidades de São José do Rio Preto, Bauru e Araçatuba, no interior de São Paulo. O volume de manifestantes também é 45% inferior ao registrado em 15 de março, quando cerca de 31 mil pessoas participaram dos protestos contra o Governo Federal, segundo a PM.

CHICO SIQUEIRA E RENE MOREIRA, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

12 Abril 2015 | 14h37

Na tentativa de aumentar o número de participantes, os organizadores atrasaram a saída das passeatas, marcadas para ter início entre às 9 e 10 horas da manhã. Todas saíram por volta das 11 horas, sem que os manifestantes engrossassem o movimento como queriam os organizadores.

Em São José do Rio Preto, a Polícia Militar informou, inicialmente, que eram 3 mil pessoas, depois aumentou para 5 mil e ao fim do ato, concluiu que eram 8 mil participantes.

Ao ser questionada, sobre aumento de 3 mil a 5 mil pessoas em menos de uma hora, a PM respondeu que houve uma aglomeração de manifestantes que estavam em outros locais e que ao final do ato foram para a frente do prédio da Prefeitura, onde a manifestação foi encerrada.

Mesmo assim, segundo os organizadores, a quantidade de participantes - para eles, de 9 mil pessoas - ficou "dentro das expectativas", embora o número fosse menor que os 11 mil participantes de 15 de março.

Em Bauru, os organizadores esperavam entre 12 mil e 20 mil pessoas, mas apenas 7 mil, segundo a PM, participaram do ato. Os organizadores disseram que foram 9 mil. Em 15 de março, segundo a PM, ao menos 12 mil pessoas participaram dos protestos.

Em Araçatuba, os organizadores esperavam a participação de pelo menos 8 mil pessoas - a mesma quantidade informada pela PM em 15 de março. Mas, segundo a PM, foram apenas 2 mil manifestantes. Para os organizadores, foram os mesmos 8 mil.

São João da Boa Vista

Na cidade de São João da Boa Vista (SP) houve protesto na manhã deste domingo com concentração na Praça Joaquim José. Mas segundo a Polícia Militar, apenas cerca de 200 pessoas estiveram presentes ao ato, que teve ainda passeata pelas ruas centrais da cidade, com direito a faixas e a uma parada para cantar o hino nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.