Acusado de agressão, dirigente se afasta do PSDB de MG

Na semana passada, o ex-vereador Léo Burguês protagonizou uma ocorrência policial envolvendo três travestis

Eduardo Kattah, do Estadão

26 de julho de 2007 | 18h11

 O diretório municipal do PSDB acatou o pedido de afastamento protocolado pelo presidente do partido em Belo Horizonte, o ex-vereador Léo Burguês. O pedido de afastamento foi feito após Burguês, na semana passada, protagonizar uma ocorrência policial envolvendo três travestis.   O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Nova Lima, na região metropolitana da capital mineira. Os travestis acusaram Burguês de agressão.   A defesa do ex-vereador negou a acusação e disse que ele foi vítima de assalto e extorsão. O secretário-geral do diretório estadual PSDB, Aristides Vieira, protocolou um pedido para que fosse instaurado processo de investigação no conselho de ética do partido.   Thiago Bregunci, que assumiu interinamente a presidência do PSDB de Belo Horizonte, disse nesta quinta-feira, 26, que a representação ainda não havia chegado ao diretório municipal.  

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBLéo Burguês

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.