Acusações de Renan são 'levianas', responde Abril

O Grupo Abril classificou como "levianas" as acusações do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) contra a companhia a respeito da compra da TVA pela Telefônica. Em nota divulgada hoje, a Abril reitera que as afirmações do parlamentar são "fruto do desespero". A polêmica entre o grupo de comunicação e Calheiros se intensificou no último fim de semana, depois que a revista "Veja" publicou matéria acusando o senador de ser dono, por meio de "laranjas", de duas emissoras de rádio em Alagoas. Em resposta, Renan acusou a editora de "tentativa de fraude" na transação de venda da TVA para o grupo espanhol Telefônica. A nota da companhia rebate as declarações, afirmando que "que a parceria em questão está rigorosamente dentro da lei e já foi aprovada pelo Conselho Diretor da Anatel após nove meses de tramitação e análise". A editora também afirma que as reportagens sobre Calheiros foram "rigorosamente apuradas" e que "as confirma integralmente". Segundo a empresa, "aflições e problemas do senador derivam de suas condutas" e as ações do senador foram consideradas "suficientemente problemáticas pelos seus pares e pelo Procurador-Geral da República, que as encaminharam para investigação, de um lado, para o Conselho de Ética do Senado Federal e, de outro, para o Supremo Tribunal Federal".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.