Acusação e defesa

As acusações do PSDB e do DEM O encontro de prefeitos teve como intuito vincular programas do governo a possíveis candidatos, tanto que, para anunciar as medidas benéficas aos municípios, o presidente Lula estava acompanhado de ministros com pretensões eleitoraisOs elogios de Lula a Dilma, tida pelo presidente como principal candidata para sucedê-lo, mostram o caráter eleitoreiro do encontroOs participantes do encontro poderiam levar para casa uma fotografia digitalmente montada com Lula e Dilma, as "estrelas do evento"Lula e Dilma se utilizaram do poder político que detêm e de recursos públicos para lançar a candidatura da ministraA exposição do nome da "pré-candidata Dilma Rousseff" ao eleitorado e sua vinculação à continuidade de programas do governo "caracterizam a chamada propaganda eleitoral subliminar"A defesa da AGU A oposição reconheceu a legitimidade do encontro, tanto é que prefeitos do PSDB e do DEM participaram. Além disso, o governador do DF, José Roberto Arruda, do DEM, acompanhou Lula, inclusive, na solenidade de abertura dos trabalhosO governador de São Paulo, José Serra (PSDB), promoveu duas reuniões com os prefeitos paulistasA oposição não indica qual é o caráter eleitoreiro dos elogios à ministra DilmaAs fotografias que os prefeitos podiam tirar à saída do encontro não caracterizam propaganda eleitoral antecipada, especialmente porque o estúdio responsável é privado e não integrou o eventoNão há na representação do DEM e do PSDB qualquer referência à conduta da ministra, seja quanto a discursos ou mesmo conhecimento prévio sobre os elogios a seu respeito

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.