Acusação do STF é contra o PT, avalia Markus Sokol

Markus Sokol, que disputou o Processo de Eleição Direta (PED) pela corrente "O Trabalho", criticou a postura da direção do PT, que evitou manifestações de desagravo aos réus do mensalão que devem ser presos. "Acho equivocada a postura da direção do partido de virar a página. A acusação (do STF) não é contra pessoas, mas contra o PT", disse

PEDRO VENCESLAU, Agência Estado

14 de novembro de 2013 | 16h05

Já o deputado federal petista Paulo Teixeira, segundo colocado no PED do PT, disse nesta quinta-feira, 14, que é preciso "respeitar" decisão do STF. "Esse episódio nos entristece muito, mas a decisão (de pedir a prisão imediata dos réus) acontece dentro de um contexto democrático. Temos que respeitar a decisão do STF", disse. O grupo dele, chamado Mensagem ao Partido, ampliou o espaço na executiva do PT e terá quatro membros. O deputado deve ser reconduzido ao cargo de secretário-geral do partido.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãoSTFPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.