Acusação do governo revolta guaranis

Índios guaranis de duas tribos de Parelheiros, extremo sul da capital paulista, demonstraram revolta e desolação diante das declarações do presidente da Funai, Mércio Pereira Gomes, de que as reivindicações por mais terras indígenas estão passando dos limites. ?O Mércio é antropólogo, isso é o que mais nos deixa indignados?, reagiu o cacique da tribo Krukutu, Marcos Tupã. ?Não há política séria na Funai. Tem muita influência anti-indígena lá.? Leia na edição deste sábado de O Estado de S. Paulo a reportagem completa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.