Acordo encerra greve de servidores em Ribeirão Preto

A greve dos servidores públicos municipais de Ribeirão Preto terminou na noite de ontem. A paralisação tinha iniciado na terça-feira, mas os servidores aceitaram a nova oferta da prefeita do município do interior paulista, Dárcy Vera (DEM), e optaram pelo retorno ao trabalho. O reajuste será de 6,31% (4,31% de reposição e 2% de aumento real), sendo que a proposta anterior da prefeitura era de 5,31%.

BRÁS HENRIQUE, Agencia Estado

25 de março de 2010 | 11h23

O vale-alimentação passará de R$ 351 para R$ 400 e foi aprovado um aumento na cesta básica (de R$ 65 para R$ 90) aos aposentados que recebem até R$ 1,2 mil. Sobre licença-prêmio, que os servidores têm direito a cada cinco anos (que corresponde a três salários) e que está atrasada desde 2000, as partes também chegaram a um acordo: os 4.810 servidores que estão nessa situação receberão R$ 1 mil em 2010 e o restante será pago, em parcelas, até 2014. A dívida do município com licença-prêmio é de R$ 39 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.